Please reload

Posts Recentes

"A minha decisão em usar um papel que tem a tradição de meio milênio de história"

 

Fonte: Canson

Talvez você se pergunte o quão caro seja uma impressão de uma obra de arte. Por duas razões: você está sem a devida atualização ou tem pouca vivência com obras de arte. Mas a decisão da entrega no material mais desenvolvido e com qualidade de mais de 500 anos, pode mudar sua visão. Adquirir um material que foi executado nos papéis da Canson®, ultrapassa o poder de valor agregado na história da arte.

A Canson®, tem cerca de meio milênio de história. Em 1557, enquanto François de Guise arma uma tropa para reconquistar o reino de Nápoles dos espanhóis, no momento em que reinam tensões entre católicos e protestantes, Jacques Montgolfier, fabricante de papel de Ambert, deixa a sua Auvergne natal para se estabelecer em Beaujolais. É o início da expansão geográfica dessa família que, durante vários séculos, criará uma grande quantidade de fábricas de papel.

Em 19 de março de 1784, a fábrica de papel dos Montgolfier é elevada à categoria de manufatura real. Esse título, tão cobiçado por todos os fabricantes de papel do reino, é conferido àqueles cujo potencial de inovação os classificou na liderança da profissão. Passados alguns anos, a Bastilha é tomada. Não é muito bom ter-se sido distinguido pelo rei.

Em meados de 1801, Barthélémy Barou de la Lombardière de Canson, casado com a sobrinha de Jacques, sucede-lhe tornando-se na história da fabricação o nome mítico para os artistas e amantes de belos papéis. 

Os pioneiros da fotografia, como Gustave Le Gray ou Blanquart-Evrard… utilizam os papéis Canson® et Frères. Em 1851, o fotógrafo francês Gustave Le Gray registra uma patente para o seu "Papel encerado seco". No seu contrato, indica que utilizava, entre outros, um papel Canson® na elaboração do seu papel encerado seco. De notar que Gustave Le Gray formava todos os grandes fotógrafos da época. A revista "La Lumière" foi o primeiro título da imprensa sobre fotografia. A sua carreira teve início em 1851 e terminou por volta de 1967. Canson® aparece nos artigos.

Fortalecida pela sua experiência no universo do papel fotográfico, a Canson® lança a gama Canson® Infinity, encontro entre o caráter dos mais belos papéis utilizados pelos artistas do mundo inteiro, um revestimento com tecnologia de ponta e uma exigência forte em termos de longevidade.

Baseado nesta inovação histórica da marca, TIJA resolve usar como prolongamento do seu trabalho os papéis Canson® Infinity. Todo seu processo criativo foi desenvolvido para dar mais durabilidade, qualidade para a impressão e cores. Contemplando todo o valor histórico da criação do papel nas suas obras. 
 

Please reload

Please reload

Arquivos
  • Facebook - Renato Tija
  • Pinterest - Renato Tija
  • Instagram - Renato Tija

©2019 por Tija. 

0

CARRINHO